.Próximas actividades:

Encerrado!!! Retomaremos as actividade dentro de momentos!

Sexta-feira, 11 de Abril de 2008

Cascatas do Tahiti

6 de Abril… Um Domingo repleto de sol e calor que convidava a descobrir as cascatas do Thaiti, destino ansiado por mim há imenso tempo.
 
9:01h da manhã e já estavamos à espera do nosso fiel caminheiro atrasado J Catorze minutos mais tarde, reparamos num Clio a passar pelo ponto de encontro e a não parar. Em “perseguição”, lá nos encontramos na auto-estrada e rumamos a caminho da vila do Gerês.
 
Após alguns enganos, pelas 11h lá acabamos por estacionar os carros no largo da bonita igreja da aldeia da Ermida. Mochilas às costas, toca a decidir por que lado começar. As nossas referências eram vagas. Sabíamos apenas que as cascatas ficavam junto a uma ponte sobre o Rio Arado. Optamos por atravessar a pitoresca aldeia e seguir os caminhos florestais até à ponte das relvas. A determinado momento reparamos que o caminho que estávamos a seguir afastava-nos do objectivo pretendido. Regressamos então por parte do caminho já calcorreado e decidimos descer num verdadeiro corta-mato. Por mais que o belo caminheiro Pedro, tentasse com seus bastões abrir caminho, muito ficava para nós… claro que tinha de inaugurar este trilho com uma queda! E foi uma queda à Bibiana: glúteos estatelados no chão seguidos de deslizamento…só parei com umas silvas espetadas nos braços: um tipo de acupuntura floral J Depois de terminadas as gargalhadas, toca a levantar, sacudir as calças, remover os picos e continuar a caminhar! Barreiras ultrapassadas, chegamos ao fim desta “selva”, num caminho de terra batida, onde avistamos a suposta ponte de madeira. Percorremos cerca de 1km, com a melodia de quedas de água ao nosso lado e ao chegar a ponte de PEDRA, verificamos que não era por ali o trilho. Após uma pequena paragem para discutir a direcção e para umas belas fotografias, regressamos pelo mesmo caminho e por não conseguirmos vislumbrar os pontos de referência, resolvemos invadir propriedade privada: saltar uns muros, trilhar uns bonitos campos, observar uma família de vacas e vitelinhos, a descansar ao pé de um maravilhoso rio (Caldo) translúcido… Eis que avistamos nova ponte, que talvez fosse a nossa. Toca a sair da propriedade saltando ou pelo muro ou avançando um conjunto de paus desalinhados. Atravessamos a rua e deparamo-nos com o nosso alvo: mais belo do que imaginava. Um aviso, alertava-nos para o perigo de morte, o que despoletou mais adrenalina de curiosidade pelo local.
Por onde descer, era a questão no ar! Eu e Pedro, passamos por baixo dos raids e descemos lateralmente ao rio. Os caminheiros Nela e Ricardo, resolveram experimentar seguir pelas pedras do rio, atravessando por baixo da ponte. Resultado? Todos chegaram ao destino. Mas estes últimos com um “atraso” de quase 10min, até porque o Ricardo estreou-se nas quedas: pelos vistos sentiu o chão por duas vezes…lamento não ter registo fotográfico do sucedido!
O caminho foi realizado, fazendo o que mais gosto: trepando/escalando por pedras e rochas, até ficar extasiada perante a intensidade de tal beleza: a força da queda de água da cascata do Tahiti.
O bikini já estava vestido quando Ricardo e Nela chegaram. Um toque na água, revelou a frescura da sua transparência. Seria a vontade mais forte que o frio da água? Nélia, Ricardo e Nela, alinharam-se perto da pequena mas profunda lagoa, esperando pelo impulso de um louco corajoso. Pensei que seria o macho (?) presente a mostrar as garras… mas não! Teria de ser uma mulher, logo porque esperar mais? Toca a mergulhar e sentir todas as células do corpo a ressuscitarem e os músculos dos braços a contraírem-se rapidamente para regressar ao sol J A verdade é que a água estava um pouco fria, mas soube tão bem, que tive de repetir mais uma vez! Atrás, vieram Nela e por último Ricardo. Pedro?? Alguém tinha de fotografar, hehehee!
Corpo e mente refrescados, nada melhor que aquecermo-nos, deitados no cinzento de sumptuosas rochas com uma paisagem deslumbrante, e aproveitar para atacar os almoços! Diga-se de passagem que desta vez houve bolo de chocolate! Apenas as conversas e gargalhadas, revelavam a nossa presença. Forças retemperadas, nada melhor que voltar a esticar os corpinhos, para serem aquecidos, mais uma vez, pelos quentes raios solares.
 
Mas mais beleza nos esperava, portanto, por mais que nos custasse, lá nos levantamos, vestimos e dirigimo-nos às outras lagoas que víamos do alto onde estávamos. Mais provas físicas surgiram: rochas para escalar, troncos para ultrapassar e um rio para atravessar. Tudo vencido, mais uma paragem num belo sítio, já com outros transeuntes a desfrutarem da suavidade do local. Não poderia deixar de experimentar a lagoa deste local: confesso que custou mais que na primeira, mas despedi-me do local com mais 2 mini-mergulhos, desta vez sem companhia.
Após um breve lanche, e quando o Sol deixou de aquecer os nosssos corpos, regressamos. De todas as caminhadas realizadas, nunca me custou tanto a voltar ao carro…não só por ter de abandonar tão maravilhoso local, mas porque as forças pareciam que nos tinham abandonado. Subir 2km, pareceu uma tarefa morosa. Até as conversas cessaram temporariamente, como se soubessemos que o simples proferir palavras, poderiam esgotar as forças.
Chegados, finalmente ao carro, abandonamos a simplicidade de tal acolhedora aldeia e direccionamo-nos ao charmoso Desafios bar, para saborear uns gelados e um cachorro (quente), e partilharmos as nossas carícias por belos cavalos.
 
Mesmo apenas sendo quatro caminheiros, o dia foi recheado de alegria, boa disposição, aventura e cumplicidade. A nossa caloira, portou-se maravilhosamente bem…sem dúvida uma pessoa que me conquistou pela sua simplicidade e simpatia.
Foi um belo Domingo, com cheirinho a Verão num local, sem a menor dúvida, com a paisagem mais bela, com a mais bonita e maior cascata do Gerês. A repetir!!!!
Participantes:
Pedro, Marisa, Ricardo e Nela
publicado por Pé na Rota às 08:15
link do post | comentar | favorito
|
12 comentários:
De Pedro a 12 de Abril de 2008 às 11:12
Realmente, desta vez, é melhor nem revelar os dados técnicos da caminhada... Caminhada? Passeiozinho acompanhado de uma bela soneca ao !

Que belo dia de primavera esteve... Só foi pena foi a temperatura da água ...
De Anónimo a 5 de Agosto de 2008 às 00:22
hhd
De Anónimo a 5 de Agosto de 2008 às 00:28
como morador só tenho a dizer, pela milhenta vez, que essas cascatas não se chamam "cascatas do taihti" tal barabara designação e desrespeitosa, foi inventada por alguma besta que se achou no direito de criar um blog e dar-lhe esse nome.
vosses não respeitam mais a natureza que os residentes, vosses não descobriram nada, por isso não têm o direito de dar nomes a nada.
Voltem sempre.
Agradecia que não deixassem lixo.
De Pé na Rota a 5 de Agosto de 2008 às 08:25
Antes de mais, muito obrigado, pela visita.

Pena é não ter aproveitado para esclarecer sobre o nome que os residentes dão a este belo conjunto de cascatas, porque sem outra indicação, para nós, estas continuarão a ser as cascatas do Tahiti!
Se tornar a passar por aqui, em vez de usar o tom de critica e censura, passe para um mais educativo e deixe a informação, pois, certamente, essa será devidamente entendida...

Quando refere que nós não descobrimos nada e por isso não temos o direito de dar nome a nada, até lhe daria razão, tivéssemos nós realizado algum tipo de acto que do tal pudéssemos ser incriminados ...

E não se preocupe, que lixo nosso nunca irá encontrar...

Sabe? Por vezes as pessoas que têm belas paisagens à porta de casa não lhe dão tanto valor como as pessoas de longe...
De guillaz a 12 de Setembro de 2008 às 23:15
Boas!!
Passei á pouco tempo por essa bela localidade, que é o Gerês, e como muitas pessoas procurei as tais "cascatas do tahiti" e nada. Toda a informação que recolhi na net e com as pessoas da zona não foram suficientemente esclarecedoras para que podesse ter o prazer de visualizar tamanha beleza para meu descontentamento.
Era homem para voltar lá já amanhã se alguém me conseguisse explicar a sua verdadeira localização e designação.
Obrigado
De Pé na Rota a 15 de Setembro de 2008 às 16:57
Experimente
por aqui
...
De Anónimo a 26 de Maio de 2010 às 20:18
essas cascatas não sei dizer o nome mas fica a caminho da ermida, antes dessa aldeia ha um corte à direita que diz cabril. ao chegar a essa ponte tem que se parar e fazer a caminhada a pé!
De Cátia a 19 de Agosto de 2012 às 17:16
Se não se chamam cascatas do Tahiti, deveria então criticar de forma construtiva e dizer o verdadeiro nome da cascata porque, pelo menos eu, só as chamo assim porque sempre ouvi essa denominação. E aproveito para dizer que também só as encontrei nesta segunda viagem que fiz até ao Gerês porque estavam muitos carros parados junto à ponte sobre o rio Ermida e fomos espreitar :p e é de uma beleza única! De repente parece que nem estamos em Portugal e sim num país paradisíaco! Lindíssimo!
De Justgomes a 28 de Fevereiro de 2011 às 16:21
Olá, abri o mapa do google maps e tenho uma questão. O caminho que aparece é todo percorrido de carro ou já inclui a parte pedestre?
De Dário Sousa a 11 de Setembro de 2012 às 01:51
Parece que ainda não é desta que ficamos a saber o nome original da cascata! Recentemente também ouvi falar na cascata do "Tahiti" e fiquei curioso! Fica uma visita para breve, espero! E como todos os caminheiros, não turistas de fim de semana, todo o lixo voltará comigo, talvez até algum provocado por outros...
Um abraço... e espero que se consiga descobrir o nome ;)
De a 8 de Novembro de 2012 às 13:48
Pelo que consegui apurar acho que se chama
Frecha das Barjas....
vamos lá ver se alguém confirma
De Anónimo a 25 de Julho de 2014 às 16:07
as coordenadas para esse local e 41703743- 8110226 se vocês virem no Google mapas não coloquem em vista satélite vocês vem o geres e mais para o lado direito tem capela da ermida um bocado mais para a direita vem que o rio faz uma curva e que vai um pouco a traz e se verificarem que o desenho da estrada que tem no mapa quando estão a ver a foto e igual o nome do sito e frecha das barjas

Comentar post

.Visitas

.posts recentes

. A caminhada do regresso -...

. Até à próxima, colegas ca...

. Trilho das Lajes Altas - ...

. Trilho das Lajes Altas - ...

. Trilho das Lajes Altas

. Uma ultima caminhada ante...

. Pertinho do Céu - Fotos I...

. Pertinho do Céu - Fotos I

. Trilho Pertinho do Céu

. Cascatas do Tahiti - Foto...

.Outubro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.arquivos

.pesquisar

 

.tags

. cascatas do tahiti

. fafe

. gavieira

. paredes de coura

. serra da cabreira

. soajo

. trilho das lajes altas

. trilho do cabeço da vaca

. trilho do turio

. trilho dos canos d'água

. trilho pertinho do céu

. viana do castelo

. todas as tags

.links

.participar

. participe neste blog

.mais sobre mim

.subscrever feeds